O que significa proximidade?

Quando eu estava no terceiro ano da faculdade de Filosofia, eu tinha um professor que eu me identificava mais com as ideias e tinha decidido que ele seria meu orientador.

Eu me lembro até hoje da minha ingenuidade falando com ele a respeito do que eu gostaria de trabalhar no meu tcc. Eu me lembro de falar algo sobre “pensar o ser humano como uma irmandade” e que eu acreditava profundamente que era possível agir desinteressadamente. No fundo, eu acreditava que as relações humanas não podiam ser apenas fruto do contrato social.

Bem, eu ainda acredito que a essência da ética não é algo material, não é apenas um acordo ou uma reflexão bem elaborada. Eu digo essência, porque viver em sociedade tem um nível de complexidade que exige o “contrato”, o qual em grande parte do mundo é a democracia. Mas o coração das relações humanas, o que nos aproxima e o que nos faz querer que funcione a sociedade, o princípio disso é esta proximidade íntima que nós seres humanos temos uns com os outros. E intuímos, quando ainda não temos consciência, que o outro é parte de mim. Uma parte irresistível, do qual eu não poderia não me aproximar.

Por isso, eu até hoje me preocupo em entender a essência da ética, e um tema que me interessa é a proximidade, que entendo ter relação com o fundamento da ética. Este post é uma introdução e em outros posts eu aprofundarei esse tema.

A vizinhança: espaço, tempo e energia

Via Láctea

A proximidade é algo simples aparentemente. Você costuma estar próximo de coisas e pessoas. Por uma simples questão espacial: os corpos ocupam espaço, mas mais de um corpo não ocupa um mesmo lugar.

Por isso, somos vizinhos na vida. De coisas e de pessoas. Mas, já parou para pensar que as pessoas não são apenas o corpo material? E que mesmo as coisas não são tão coisas assim?

Na verdade, tudo no mundo físico e no universo é energia. E tudo é vivo. Mesmo uma porta, o chão, as plantas, as estrelas. Tudo o que existe é vivo. E é energia.

Somos vizinhos, sim. Na nossa dimensão existe tempo e espaço. E estamos imersos neles. E graças à materialidade existem coisas e pessoas. Existe a aparência de multiplicidade. Mas a essência é uma.

Eu ocupo um lugar. Você ocupa um lugar.

Mas o que é o lugar?

Eu me pergunto sobre o lugar há alguns anos. Eu sei que o lugar sou eu aqui em mim. Não o corpo, mas o corpo também. Porque eu sou um corpo físico que aparece e está aí. Mas o lugar, o verdadeiro lugar é meu eu superior. É minha alma como eu chamo. Minha alma que é essência e não limitação material.

Contudo, para o ser humano a combinação tempo e espaço é algo como estar cercado por uma parede invisível, porque não conseguimos romper a parede. Aparentemente. Se você pensa que o que existe é o mundo material apenas, então de fato existe essa barreira. E as coisas são essa materialidade fixa, sem escapatória.

Mas, e se não for bem assim?

E se a essência, a alma/energia/espírito for algo capaz de romper até mesmo as limitações do tempo e do espaço, as leis da física?

Então alcançamos o nível quântico.

Proximidade

O que significa proximidade

A proximidade é algo diferente de uma experiência concentrada em si mesmo, que te torna alheio ao Outro. Mas, proximidade sem tensão, de coração e mente abertos ao Outro.

O que significa aproximar-se de alguém? Aproximar-se, mas afastando-se da objetivação imediata do Outro. Em outras palavras, acolhê-lo, abraçá-lo, permitir que o coração vá à frente.

Porque é o coração que aproxima. E, desta maneira, no calor crescente de dois, de uma presença sincera porque é primeiro uma fraternidade ao invés de uma sociedade eu me aproximo de você. Aproximação talvez anterior ao próprio tempo. Porque estamos unidos desde o começo do universo. 

Ser para o Outro em alguns simples gestos ou atitudes, porque “Ele olha-me’, tudo nele me olha, nada me é indiferente”.

A alteridade

Você percebe a aproximação preencher o espaço, a distância (fria) entre você e eu? É isto aproximar-se: dar meu Desejo – infinito e por isso imenso – que isolado em mim é minúsculo. Desejo de preencher o espaço que nos separa, espaço que não deveria existir. E que talvez não exista, porque o pensamento engana. Ele acredita que a realidade não passa de materialidade. E, assim, atropela o coração e tenta ir à frente do Desejo do Outro.

Doar para você meu Desejo de estar junto a ti? E, se você recebe esse Desejo que dou estamos juntos enfim, somos irmãos.

Mas, quando o pensamento atropela o coração, então a proximidade se transforma em distanciamento. A materialidade pesa mais que a energia e as desavenças surgem. O outro se transforma em alguém que agride minha individualidade. Distanciamo-nos. E o mundo se torna um lugar cheio de incompreensão, violência, ausência de dialogo, ausência de amor e de amar.

Pensar a essência mesma da ética tem a ver com a proximidade. A verdadeira proximidade entre o outro e eu. Essa proximidade é o que considero mais fundamental na Ética, o próprio núcleo que constitui essa área muito estudada na Filosofia.

Eu acredito que a ética não se resume a relação interpessoal. Mas que tem uma dimensão essencial anterior as relações humanas no mundo em que vivemos. Porque somos energia, somos alma. A proximidade é ouvir essa voz que vem do outro. Uma voz que não se ouve. Voz que de alguma maneira existe antes e por isso mesmo possibilita as relações humanas.

A verdadeira proximidade é o ouvir atento (ou acolhimento) do Outro. Ouvir não somente da escuta, mas do Desejo de aproximar-se de Outrem.

Trata-se de uma ideia mais essencial do que a regra de ouro “fazer ao outro o que eu quero que me façam”, porque o cerne da ética é o “Amar a teu próximo como a ti mesmo”. O amor é o principio de tudo. Porém, nas movimentações sociais esse núcleo vai sendo encoberto. Portanto, a essência do Universo e a nossa, de toda a criação é o amor. Amor doado por um Criador. E a sua criação é a receptora desse amor.

Por isso, é preciso relembrar para dar chance ao ouvir atento do Outro, no qual meu corpo, meu coração e minha mente estão presentes. Aproximo-me do Outro.

Apoie a minha campanha e me ajude a manter este blog!

 

Se você tiver alguma ideia ou experiência para compartilhar vou adorar te conhecer melhor.

Deixe seu comentário. 

Compartilhe nas mídias!

Siga meu Instagram e me ajude a crescer! 🙂

Publicado por aguedamars

Blogger (e filósofa nas horas vagas). Apaixonada por desenvolvimento pessoal e espiritualidade.

Se junte à conversa

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Flor de Laranja

Nasces-te original, não morras uma cópia...

Blognayaraa

UM blog de moda,beleza enfim tudo no universo feminino

Favo de Fel

Onde as doçuras e amarguezas culturais se encontram

Você tá Linda!

Aqui você sempre fica antenada!

Wellytania Thaís

Blog da escritora

Jade Coutinho

Comportamento, resenhas e lugares.

Superinteressante

Acredite no conhecimento. Enxergue SUPER.

Short Story Scribe

© Joe Leonardi

Contos Populares

Contos baseados em ditados populares sem nenhuma pretensão de ser fiel à veracidade dos fatos.

Língua Portuguesa Dinâmica

LITERATURA, AUTORIA, MATERIAIS DIDÁTICOS E DE PSICOLOGIA.

a tal da vida

jornada - cotidiano - pensamentos - emoções

Letras com batom

Escrevendo sobre a vida com a cor do meu batom

coloreh.wordpress.com/

blog da coloreh

Seus Defeitos são suas Qualidades

Filosofia, psicologia, quebra de paradigma e relacionamento humano

psiudotblog.wordpress.com/

"A mulher é uma revolução dentro da revolução. Em frente!"

Gabriele ROMANO 📎 bLOG

Post, news, diary... All the world around me, ALL THE WORDS AROUND YOU

Percursos Literários

"A literatura é uma oferta de espaço" - Georges-Arthur Goldschmidt

Tatiando a vida e lendo o mundo

Eu sou a Tati, Tati Martins, Tatiane. Para alguns amigos, via WhatsApp, apenas Tatu. Sou uma viajante na prática do pé na estrada e na teoria com Sherazades, Bentinhos e Rodrigos (S.M). Simplesmente apaixonada pelo sopro da vida e pelo cotidiano que se abre aos meus olhos sempre espantados com o novo. Tenho urgência de conhecer as 1001 histórias que estão se criando hoje. O meu beco é o horizonte. E os horizontes do meu mundo se traduzem aqui, na minha linguagem.

%d blogueiros gostam disto: